Tenho vontade de ir para a floresta mas não sei por onde começar

Você conhece alguém que já foi para a Floresta Amazônica?

Eu já ouvi de muitos brasileiros que eles nunca nem pensaram em ir. E de outros, que eu sou a única pessoa que eles conhecem que já foi.

Isso é porque não é uma viagem dentre as top 10 de sonho do povo brasileiro. Falar que foi ou que pensa em ir, gera até um estranhamento. No entanto, milhares de pessoas viajam por ano da Europa, America do Norte e Sul para conhecer a nossa floresta.

Isso tem muito mais a ver com o interesse do que com o acesso a floresta, já que comparado com a maioria dos destinos, é uma viagem muito barata. para nós brasileiros.

E como fazer para chegar na floresta

Você pode ir para a floresta amazônica chegando pelo Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Pará, Roraima, Rondônia e Tocantins .

No turismo convencional, o que você encontra mais “fácil”, é um hotel que conta com apresentações indígenas ou com alguma visita pontual a alguma aldeia. Sem muita interação. Nunca visitei a floresta por este caminho, sempre fui visitar aldeias ou comunidades de populações indígenas ou ribeirinhas. tendo contado diretamente com eles.

A entrada na floresta, especialmente nas reservas indígenas é bem restrita.

Pense bem, é a casa do povo indígena, onde construíram suas moradas, cuidam dos seus filhos e vivem em sintonia total com a natureza. Eu não conheço grandes agências que fazem este trabalho. São locais de aceso via terrestre fluvial ou aereo

O roteiro mais lindo e real, se você deseja experienciar a vida na aldeia e trocar experiências com os povos originários, é através de pessoas (físicas ou jurídicas) que tem um vínculo de confiança, respeito e trabalho que foi construído junto com cada comunidade.

Assim, as vivências, retiros, festivais que acontecem nas aldeias, são preparados e dirigidos por eles. E estes intermediários, ajudam a alinhar as expectativas dos visitantes, cuidam das inscrições, dúvidas e acompanham o grupo na floresta.

Cada aldeia tem sua forma de trabalhar e receber os turistas, pois as culturas são muito variadas. Nem todos inclusive, falam o português. Mesmo assim, algumas características são comuns nos indígenas, como a alegria, receptividade, curiosidade e as músicas maravilhosas.

O que esperar de uma visita:

  • Um encontro com você mesmo
  • Energia renovada e revigorada pela floresta
  • Cura através das ervas, argila, defumações, rapé, garrafadas e outras medicinas da floresta
  • Dança, pés descalços, banho de rio e igarapé
  • Sorriso no rosto
  • Vontade de voltar no momento que for embora

Imagine você.

E entre você e a cidade, centenas de quilômetros de mata, água doce, sons de pássaros. E ao seu lado, pessoas que nasceram e cresceram em sintonia com a vida, com os animais, a natureza e a energia que rege a nossa existência.

Árvores centenárias, cheiro de mato, céu cheio de estrelas e uma brisa suave que acalma o corpo do calor e da umidade.

Se hoje, você tem dúvidas se deve conhecer a floresta amazônica através das visitas em comunidades originárias, respire fundo e pergunte para a sua alma se ela gostaria de experienciar a sensação de um pensamento tranquilo, coração alegre e alegria sem esforço.

 

por Vanessa Menck,

Quer ir pra floresta: escreve para este e-mail aqui para saber como: vempraflorestaamazonica@gmail.com

Ou no formulário de contato abaixo.

Acompanhe no Instagram @vemprafloresta

Leave a Reply